Monthly Archives: maio 2015

Roteiro gastronômico
   Alessandra  Vieira  │     18 de maio de 2015   │     16:09  │  2

Confira o que vai acontecer na cidade esta semana:

 

FESTIVAL 10 ANOS DE BODEGA

bodega 03

Para comemorar os 10 anos de existência da Bodega do Sertão, seus proprietários Nado e Francineide prepararam uma programação cultural recheada dos sabores da comida e das tradições nordestinas. As atividades começaram no domingo (17) e seguem até o próximo dia 23. No menu, apresentações de maracatu, zabumba; quermesse com comida típica e produtos dos nossos artesãos, entre eles, esculturas de argila e bonecas de pano; Papel no Varal e muito mais. Semana Cultural da Bodega do Sertão l até o dia 23 de maio, das 18h30 às 20h l aberto ao público.

 

GLUTEN FREE COM ROSANA BRUM

Rosana-Brum-97

Rosana Brum vem a Maceió no sábado (23) com dois cursos especiais sobre “Gluten Free”

A nutricionista, fitchef, pâtissier e chocolatier Rosana Brum vem a Maceió no sábado (23), para participar da programação deste mês do projeto Clube da Saúde realizado pelo Palato. A blogueira e consultora gastronômica vem compartilhar sua experiência no segmento de alimentação saudável com dois cursos especiais sobre “Gluten Free”. Veja a programação:

– “Alimentação Saudável do Dia-a-Dia”: manhã, a partir das 9h, o público poderá esclarecer dúvidas e aprender ainda os segredos de receitas práticas e rápidas, desde nhoques e pizzas até tortas e bolos gelados, em um imperdível curso sobre

– “Padaria Saudável”: tarde, a partir das 14:30h, Rosana Brum vai apresentar diversas sugestões para tornar a alimentação mais saudável e saborosa com receitas de pães, bolos e cookies fits e funcionais. Rosana Brum l Clube da Saúde l espaço Palato Cozinha, na unidade do Farol l sábado (23) l vagas limitadas l inscrições: whatsapp/tel: (81) 9816-8225 ou e-mail [email protected] l valor: 1º lote – 1 curso: R$210 / 2 cursos: R$400 / 2º lote – 1 curso: R$240 / 2 cursos: R$450.

 

ARENA GASTRONÔMICA

9199_prato

Boi Bebum (cubos de carne bovina cozidos lentamente em molho de cerveja preta, acompanha pão sírio caseiro) é o prato do Arrí Chopperia no Brasil Sabor

Até amanhã a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Alagoas estará apresentando, entre 11h e 20h, na praça central do Maceió Shopping uma “Arena Gastronômica”. A ideia é fazer com que o público tenha a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o Festival Brasil Sabor, que acontece simultaneamente em todo o país entre os dias 14 e 31 de maio. Veja programação:

. Das 11h às 13h: será voltada para uma alimentação saudável com aulas sobre preparo de saladas, sanduíches leves e sucos naturais;

.Das 13 às 16h: degustação de drinks Pitu e preparação de doces feitos com produtos Nestle;

. A partir das 16h: apresentações dos chefs que criaram pratos para o Festival. Quatro chefs em cada noite vão apresentar e ensinar a preparar suas receitas para as vinte e cinco primeiras pessoas que fizerem suas inscrições no local. Além disso, essas pessoas terão o prazer de degustar as delícias preparadas por cada um dos chefs. Entre os destaques, os renomados André Generoso (Divina Gula), Jonatas Moreira (Akuaba) e Wanderson Medeiros (Picuí). Arena Gastronômica l hoje e amanhã l das 11h e 20h l vagas limitadas l inscrição: 1kg de alimento não perecível (exceto sal) destinada a abrigos da capital alagoana.

 

QUINTAS GOURMET

11311692_839059489504366_141510226_n

Chefe Juliana Almeida prepara suas delicinhas no Quintas Gourmet Eles

Com oito meses enchendo os olhos e o guarda roupa das fashionistas da cidade, a Thelure, de Cris Torres, segue com o Quintas Goumet, uma ação inovadora que reúne pessoas de diversos segmentos em volta de uma grande mesa. No próximo dia 21, acontece mais uma edição do evento, desta vez voltada ao público masculino. A proposta é estimular boas conversas enquanto se degusta o cardápio assinado da chef Juliana Almeida. Quintas Gourmet Homens l 19h l para convidados l Thelure l Deputado José Lages, 352.

 

RODÍZIO COMEDORIA GOURMET

10900213_791763364236142_1010657897312073277_o

Caruru é um dos pratos preparados pelo chef Joca para o rodízio de petiscos

Variado, farto e delicioso. Assim é o rodízio de petiscos do Comedoria Gourmet. Nele, caruru, pasteizinhos, linguiça na cachaça, caldinho de feijão, caldeirada, bobó de camarão, macaxeira frita, risotinhos de carne de sol e camarão e pão de alho – preparados pelo talentoso chef Joca – podem ser degustados quantas vezes o cliente quiser, das 18h30 às 22h30 todas as quartas e as sextas-feiras. A noite fica ainda mais gostosa graças ao som do melhor do pop rock. Destaque para o Buraco quente (pãozinho com carne moída). Impossível comer e não repetir. Rodízio de petiscos l R$39 por pessoa l bebidas à parte l Comedoria Gourmet l Av. Álvaro Calheiros 110, Jatiúca l (82) 3313-0697.

Tags:, , ,

>Link  

Pizza: nove anos de Fornaria
   Alessandra  Vieira  │     17 de maio de 2015   │     8:00  │  1

fornaria 01

Metade São Miguel dos Milagres metade Jequiá, combinação que deu certo

Disco de massa fermentada de farinha de trigo coberto com queijo e molho de tomate. Essa é a base de todas as pizzas do mundo. Parece simples, mas só quem domina segredos consegue fazer dessa rudimentar receita uma verdadeira obra prima da culinária. Isso, não é para todo mundo. E que gostoso é morder uma fatia quentinha de pizza com seu recheio predileto, sentir a cremosidade do queijo derretido… ahhhhh!!

Pois bem, agora una esses dois lados da moeda – ou no caso, da pizza – e imagine que experiência prazerosa comer uma das massas de pizza mais bem feitas de Maceió e com o seu sabor preferido obtido de produtos de alta qualidade… olha, só provando!

fornaria 02

A entrada de pizza branca com gorgonzola foi a favorita

O lugar? Fornaria Maceió, mas isso, muitos já sabem. A grande novidade é que a pizzaria de Marcelo Trematerra Bastos está fazendo nove anos e para comemorar a data está convidando seus clientes para degustar um menu de promoção para duas pessoas imperdível. Por R$ 70: entrada de pizza branca (parmesão ou gorgonzola) e pizza pequena Stela Maris (frango com catupiry e milho) ou Serraria (calabresa e muçarela), tudo harmonizado por uma garrafa do tinto português Quinta Bons Ventos (375ml) e para sobremesa, gelattos nos sabores avelã ou creme. Tentador não é?

fornaria 03

Gelattos nos sabores chocolate com avelã e creme

Então é domingo, bate aquela vontade de comer uma pizza…

Dica da blogueira: Se você não quer aproveitar a promoção, mas deu vontade de comer a pizza da Fornaria, não deixe de experimentar um dos últimos lançamentos, a São Miguel dos Milagres (lá as pizzas levam nomes de bairros de Maceió, rios e lagoas, e de condomínios da capital alagoana). A São Miguel leva muçarela de búfala, tomate cereja, manjericão e pimenta calabresa. Até agora minha preferida!

fornaria 04

Empresário Marcelo Trematerra Bastos, competência e simpatia

MENU

Fornaria Maceió (Pajuçara)

R. Dr. Lessa de Azevedo, 48

Telefone:(82) 3327-8844

Funcionamento: das 18h às 0h30 (sex. e sáb. até 1h30)

Fornaria Maceió (Barra de São Miguel) – Não participa da promoção

Avenida Leonita Cavalcante, 46 (por trás da Villa Niquin)

>Link  

Acarajé na praça, opção para o sábado
   Alessandra  Vieira  │     16 de maio de 2015   │     15:37  │  6

11272138_671904562916035_59461829_n

Acarajé do Alagoinhas é recheado de camarão, vatapá e vinagrete

Acarajé sem dúvida é meu quitute baiano predileto da minha vida toda para todo o sempre, amém! Sou realmente muito fã dele. Muito mesmo. Mesmo mesmo.

Acontece que o danado é muito calórico e não dá para comê-lo tanto quanto eu gostaria, então passo semanas e semanas me segurando para não correr pro Akuaba e comer uma delícia daquelas com o mais original sabor da Bahia. O mais legal é que lá ele é servido com o bolinho fechado e o camarão, o vatapá, o caruru e a vinagrete vem em separado para você ir montando e saboreando ao seu bel prazer. Minha nossa, como é boa aquela pimenta!

Há uns dois anos, fui apresentada pelo meu companheiro Salatiel ao chamado “Caldinho da Gruta” – fica ali na lateral do Hiper Bompreço -, lá, além de um caldinho delicioso (depois farei um post só para ele), descobri meu segundo melhor acarajé de versão alagoana (vou chamar assim porque o nosso é muito diferente do baiano, também farei uma postagem sobre isso). Segundo, porque meu primeiro favorito é o do Alagoinhas e é ele o principal motivo dessa postagem.

Sábado passado, depois de uma caminhada na praia (para a consciência não doer tanto), decidimos comer um acarajé do Alagoinhas, na orla da Ponta Verde. Eu ainda não havia percebido, mas desde que os carrinhos de food trucks foram transferidos para aquele espaço próximo ao Alagoinhas, o acarajé atravessou a avenida e se estabeleceu na pracinha ali na frente. Na verdade, seu local de origem e de onde, na minha opinião, nunca deveria ter saído. O sabor do acarajé continua o mesmo, delicioso! O bolinho leva recheio de camarão, vatapá e vinagrete e é o mais gostoso acarajé de rua da nossa Maceió.

11101742_671904692916022_1429992950_n

Aos sábados vem acompanhado do som do verdadeiro samba de raiz

Na pracinha o espaço é muito maior, mais arborizado, muito mais agradável e o mais divertido é que aos sábados  você pode curtir o som do verdadeiro samba de raiz oferecido por uma turma bem animada que se reúne ali para tocar por prazer e compartilhar o melhor da nossa MPB. Ali na pracinha, de graça!

Hoje é sábado e ainda dá tempo de dar uma passada lá para conferir!

Dica da blogueira: não esqueça da cervejinha gelada!

 

Tags:

>Link  

Leite condensado: o que seria de (nós) nossos doces sem ele
   Alessandra  Vieira  │     14 de maio de 2015   │     10:03  │  2

 

leite condensado

Leite condensado é mesmo uma invenção dos deuses. Já parou para imaginar se ele não existisse? É claro que haveria uma infinidade de doces, mas, não há como negar, ele faria muuuita falta!

Sempre tive curiosidade de saber qual o país de origem, como foi descoberto, qual foi sua primeira utilização e agora, graças ao blog, parti em busca de respostas. E mais uma vez encontrei nos registros de Maria Lecticia Cavalcanti (a escritora especializada em gastronomia) umas informações bem interessantes.

Segundo ela, o leite condensado, assim como tantas outras invenções, nasceu por acaso. “Deu-se que o americano Gail Borden, em 1856, tentava um jeito de facilitar o transporte e o armazenamento do leite. Influenciado pelos trabalhos já na época bem conhecidos de dois franceses. De Denis Papin (1710), inventor da marmita (dita “de Papin”), esterilizada no vapor com válvula de segurança – que permitia guardar ingredientes cozidos em depósitos de vidro hermeticamente fechados. E de Nicolas Appert (1810), autor da famosa obra L’Art de Conserver, pendant plusiers annés, toutes les substances animales e végétales, que ensinava técnica de conservar alimentos por longo tempo. Teve, então, a ideia de desidratá-lo. E notou que, antes de ser transformado em pó, esse leite condensava. Surgiram assim, ao mesmo tempo, leite em pó e leite condensado – duas grandes invenções da culinária. Não lhes deram importância, por essa época. Cinco anos depois, começou a Guerra de Secessão Americana. E esses leites foram muito úteis. Por serem fáceis de transportar e sobretudo por se conservarem, nas latas, por muito tempo. Borden ficou rico. Leite condensado começou também a ser fabricado em Cham (Suíça), a partir de 1867, pela fábrica Anglo Swiss Condensed Milk Co. – do também americano Charles A. Page. Na cidade vizinha de Vevey estava um concorrente seu, a Société Nestlé. Mas o Dr. Henri Nestlé tinha, por essa época, preocupações apenas humanitárias. Queria encontrar solução para o problema da desnutrição infantil. Depois de muita pesquisa, afinal encontrou uma fórmula simples e eficiente – a farinha Láctea. Aproveitou e, depois, também ficou rico. O produto chegou ao Brasil em 1876.”

Gostei de saber. E você gostou? Tem alguma receita predileta com leite condensado? E essa receita vem acompanhada de alguma história interessante que gostaria de compartilhar? Manda pra cá, as melhores histórias serão publicadas.

Tags:,

>Link  

Além de comida boa, cultura na Bodega do Sertão para comemorar 10 anos
   Alessandra  Vieira  │     13 de maio de 2015   │     8:00  │  3

bodega 01

O fogão da Bodega faz qualquer um perder a linha

São 10 anos matando a vontade de quem procura a típica culinária do Sertão brasileiro. É carne de sol com nata, arroz de queijo coalho derretido, sarapatel, guisados de carneiro e de galinha, charque, baião de dois, macaxeira, mungunzá… E os doces? Bolo de rolo, rabanada, bolo de milho, de macaxeira, de leite.

Quem já foi a Bodega do Sertão sabe do que estou falando. A diversidade e a qualidade da comida ainda vem acompanhadas de um lugar visualmente lindo e aconchegante. Sou fã!

bodega02

Empresária Francineide Freire, uma das responsáveis pelo sucesso da casa

Uma das coisas que eu acho mais bacana é o cuidado com os detalhes da decoração do restaurante. De cara já se percebe o quanto Nado e sua esposa Francineide Freire valorizam a cultura popular. É só lembrar daquele bule gigante que dá boas vindas na entrada. Tanto que para comemorar os 10 anos de existência da casa, eles prepararam uma programação cultural recheada dos sabores da comida e das tradições nordestinas. As atividades começam no próximo domingo (17) na praia da Ponta Verde. O tradicional som da banda da Polícia Militar  vai revesar com apresentações de maracatu e zabumba. “Com exceção desse dia, todo o restante da Semana Cultural da Bodega do Sertão vai acontecer aqui na frente do restaurante. Com isso, queremos resgatar os costumes do interior. Vamos montar uma quermesse com a cara do Nordeste e ainda teremos produtos dos nossos artesãos. Esculturas de argila, bonecas de pano. Queremos que as novas gerações conheçam nossas tradições e para aquelas que conhecem, matem a saudade”, disse Francineide.

PAPEL NO VARAL

O evento literário vai acontecer na quarta (20) e segundo Ricardo Cabús, coordenador do projeto, será montado um arraial com o tema poesia matuta. “Mas devemos incluir poemas com o tema comida também. O certo é que teremos textos de Tonho lambe-sola, Patativa do Assaré, Pinto do Monteiro, entre outros”.

bodega 03

Programação começa no domingo na praia e segue até o dia 23

 

MENU

Bodega do Sertão

Av. Júlio Marquês Luz, 62 – jatiuca

Segunda a sábado, de 11h30 às 22h

Domingo, de 6h30 às 22h

Contato: (82)3327-4446

 

Semana Cultural da Bodega do Sertão

De 17 a 23 de maio, das 18h30 às 20h

Aberto ao público.

Tags:, , , ,

>Link