Réveillon leve, colorido e exótico
   Alessandra  Vieira  │     30 de dezembro de 2017   │     9:43  │  0

A chegada de 2018 será comemorada com uma diversidade de sabores. Ao menos aos que forem festejar a vinda do novo ano no Réveillon Celebration. A festa terá a presença de gente de peso no comando da cozinha, um deles é Éder Marinho, chef alagoano que vive na Nova Zelândia há 10 anos e que levará a culinária da Oceania para o Lounge Premium do evento.

Summer rolls e mini eggs Benedict – preparações leves, saborosas, coloridas e exóticas – foram apresentados na última terça-feira a um grupo de influenciadores, durante degustação temperada com um delicioso bate-papo regado a espumante e simpatia.

Em um formato finger food, as duas propostas são originais, criativas e cheias de personalidade. Os summer rolls (rolinhos de verão) são cobertos por papel de arroz, na verdade, uma releitura do rolinho vietnamita – receita típica e muito tradicional do Vietnã. Refrescantes e pouco calóricos, aqui os rolinhos ganharam recheios de queijo coalho e calabresa, “pra ficarem mais a cara do Nordeste brasileiro”, explica Éder. Além disso, os rolinhos são uma pedida supersaudável, com recheios acompanhados com mix de folhas e uma variedade de legumes – como cenouras e pepinos – crus e temperados.

Os mini eggs Benedict são uma versão light e reduzida do tradicional prato servido na Nova Zelândia. Na releitura do chef alagoano, a preparação é servida com ovo de codorna, uma fatia crocante de bacon e uma base de gratin dauphinois (batatas gratinadas). Por cima uma porção generosa de molho holandês do chef. “O prato é servido tradicionalmente no café da manhã ou no almoço, e a base é o pão english muffin, e são usados dois ovos poché. Para esta versão, minha equipe e eu resolvemos fazer algo diferente, sem glúten. Daí nasceu a ideia de fazer a base com a batata”, conta Éder.

Além do bacon, durante a noite da virada, o mini eggs Benedict também será servido com fatias de salmão defumado com madeira de Manuka e ervas maori (plantas utilizadas pelo povo indígena da Nova Zelândia).

A versão sem o english muffin criada pelo chef foi eleita as 10 melhores receitas de eggs Benedict pela revista eletrônica The Denizen Magazine. “Na época, o The Junction Eatery [local em que trabalha] estava em construção e eu trabalhava em testes para o menu de inauguração do bistrô. Ao todo são quatro versões diferentes de premiações que já recebi do mesmo prato”, comenta Éder.

Uma outra versão vai poder ser encontrada em breve, logo após a passagem do réveillon. Ovos Beneditos, uma leitura bem sertaneja do prato cuja base é o nosso cuscuz, serão servidos no restaurante Bodega do Sertão.

Tags:, ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *