Tag Archives: chef Juliana Almeida

Quinta Discrepante com crepes e chandon
   Alessandra  Vieira  │     10 de maio de 2018   │     9:00  │  0

Em tempos de instagrans, facebooks e watsapps o bate-papo face a face parece cada vez mais distante. É que a mesma tecnologia que aproxima também pode isolar as pessoas. Na contramão dessa realidade – virtual e social –, uma proposta inusitada promete oferecer momentos de integração para grupos de mulheres em um ambiente intimista e aconchegante.

Chef Juliana Almeida propõe a Quinta Discrepante, uma tarde de conversa boa, gostosas risadas, crepes artesanais, tudo regado a chandon

Quem faz o convite é a chef Juliana Almeida (@gastronomiapetit) que propõe a Quinta Discrepante, uma tarde de conversa boa, gostosas risadas, crepes artesanais, tudo regado a chandon e uma sugestão: “nada de internet, talvez só um pouquinho para postar as fotos”. A ideia – que conta com a parceria da Via Pão (panificação e restaurante) – é que as participantes do encontro marcado, com vagas limitadas e data específica, interajam umas com as outras e encontrem assuntos em comum. “São apenas oito vagas para ficar bem íntimo e confortável. Uma oportunidade pra falar besteira, abraçar, descontrair, colocar a conversa em dia, conhecer novas pessoas, ampliar o círculo de amizades, ao som de uma boa música ambiente e comidinhas saborosas. Um dia só das ‘Lulus’”, conta a chef.

Crepe salgado recheado de creme de gorgonzola e frutas vermelhas será um dos pratos servidos

A princípio, os encontros serão promovidos uma vez por mês no Espaço Café da Galeria Gamma. Para este primeiro, no próximo dia 10, às 17h, as vagas já foram todas preenchidas por uma mulherada de peso. O cardápio não poderia ser mais acertado. “O chandon e o crepe são dois elementos extremamente femininos na gastronomia. O salgado recheado de creme de gorgonzola e frutas vermelhas e o doce de peras cozidas com caramelo caseiro e lâminas de amêndoas. Tudo feito em um processo extremamente doméstico e artesanal”, explica.

Chandon e crepe: dois elementos extremamente femininos na gastronomia

Tags:, , ,

>Link  

Crocância e bossa das comidinhas de boteco
   Alessandra  Vieira  │     15 de julho de 2016   │     16:01  │  1

Botecos são verdadeiros pontos de encontro entre amigos e pessoas que buscam passar o tempo com uma boa conversa, entre a famosa cervejinha gelada e os tradicionais petiscos. Foi esse clima boêmio e alegre aliado à gastronomia regional do Nordeste que a chef Juliana Almeida, em parceria com o chef Léo Almeida, levou para a loja Loft 184 durante happy hour, no último dia 8. O encontro vai acontecer uma vez por mês, numa sexta-feira. A ideia é que sempre haja um chef e um convidado para dar sabor, cor e aroma próprios ao evento.

Os pratos – todos com assinatura da chef Juliana – tiveram a composição e toque de Léo na hora da montagem e dinâmica do serviço. Em cada porção, a crocância e a bossa dos cardápios de boteco ganharam charme todo especial através de sacos de pão usados na apresentação dos pratos. Destaque para a goiabada picante servida no sanduíche de pernil e servida também como molho das coxinhas. O duo doce/salgado funcionou como nunca! 

O dueto Juliana e Léo já existe há algum tempo e sempre deu muito certo. “Temos afinidades na culinária e harmonia no desenvolvimento das atividades. Isso é uma receita sem erro!”, comenta a chef.

Confira nas fotos!

coalho crocante

Queijo coalho crocante com molho de mel de engenho e pimenta biquinho. Cubinhos ganham brilho durante fritura graças à cobertura de castanha picada

Sanduíche de pernil

Sanduíche de pernil desfiado com goiabada picante. Pãozinho pra lá de crocante

Mini coxinhas

Mini coxinhas com barbecue (crocantes, sequinhas por fora e recheio suculento)

carne de sol cozida

Carne do sol cozida na cerveja com chips de batata. Crocância e suavidade

Ju e Leo

Chefs Léo e Juliana Almeida: receita sem erro

IMG_7511

Fim de tarde é para reunir amigos

carauipe

Cachaça Caraçuipe e comida de boteco: combinação perfeita

Tags:, , ,

>Link  

Drink Moreno da chef Juliana Almeida leva Caraçuipe e rapadura
   Alessandra  Vieira  │     1 de dezembro de 2015   │     9:00  │  0

Drink Moreno

Sabor da bebida remete ao frescor e aos sabores calientes do Nordeste brasileiro

A cor canela, o regionalismo e a sensualidade de Gabriela, uma das personagens mais marcantes do universo literário do escritor Jorge Amado, bem poderiam ter inspirado a chef Juliana Almeida na criação do seu Drink Moreno. Até porque todos os ingredientes utilizados foram pensados para que a bebida remetesse ao frescor, porém com uma pegada de sabores calientes do Nordeste brasileiro.

rapadura

A rapadura é a responsável por dar o tom moreno à bebida

Limões tahiti e siciliano, gengibre, hortelã da folha miúda, redução de tangerina e rapadura (a responsável por dar o tom moreno à bebida). Ah, e claro, a cachaça Caracuípe. “Pra mim foi a grande sacada, o drink ter a cor morena. Visualmente falando, ficou extremamente atrativo. Atraente pela cor e pelo aroma que exala. Tive muito cuidado em escolher a rapadura que iria dar essa finalização”, contou a chef.

limões2

Limões siciliano (o verdadeiro limão) e tahiti (lima ácida)

Aliás, Juliana é uma apaixonada por tudo o que se refere aos engenhos. Culinária, costumes, tradição das casas de fazenda, das casas de interior. Bisneta de Belisario de Almeida Melo, dono do extinto Engenho Jundia, em Viçosa, a chef adora usar cachaça em sua cozinha. “Cresci num ambiente muito rústico e daí a minha curiosidade que veio logo após o meu despertar para a gastronomia. Comecei a desenvolver um olhar mais curioso sobre esse tipo de comida, esse tipo de ingrediente porque essa cozinha rústica se mantém tão viva mesmo diante da gastronomia contemporânea, que não me convence. Adoro raízes, adoro essa coisa da rusticidade nas cozinhas. Tenho um deslumbramento natural pelos engenhos do Nordeste, então eu estudo, procuro, catalogo e tenho uma afinidade tremenda com a utilização da cachaça na comida, na gastronomia. Então as minha comidas são construídas na grande maioria utilizando cachaça também.”

caraçuipe

O Drink Moreno é feito com a cachaça Caraçuipe prata

E foi essa paixão que aproximou Juliana da Caraçuipe há mais ou menos um ano. “Visitei o Engenho Caraçuipe e de lá pra cá venho paquerando o produto. Recebi de presente várias caixas pra degustação e testes e acabei me apaixonando porque é um produto de extrema qualidade. É realmente apaixonante essa cachaça. Foi daí que nasceu a receita com a Caraçuipe prata. Quando a criei, falei para Renato Coutinho, dono do Engenho Caraçuipe, que tinha essa receita em mãos e que gostaria de presenteá-la para o engenho. Ele adorou a ideia e inclusive vai usá-la no futuro drink truck da Caraçuipe.”

 

LANÇAMENTO

drink moreno2

No lançamento da coleção de roupas de banho, drink foi batizado de Fox

Batizado de Fox, o drink criado pela chef deu um sabor todo especial ao lançamento da coleção de Verão da marca de roupas de banho, Fox Brasil. O lançamento aconteceu no dia 19 de novembro na praia de Pajuçara e foi uma ótima oportunidade para Juliana apresentar sua criação ao público. “Quando fui convidada para participar do Fox, numa conversa informal com a Vanessa Monteiro, proprietária da marca, falei sobre a criação do drink e ela ficou encantada pela ideia pois achou que tinha tudo a ver com o Verão, com o evento. Achei que ficou tudo muito bacana.”

espetos de frutas

Uma massa fria em forma de conchas e espetinhos tropicais também foram servidos

O drink foi servido num quiosque todo charmoso onde também estavam expostos outras delícias de Juliana: uma massa fria em forma de conchas e uns espetinhos tropicais, tudo no contexto gastronomia petit, o conceito trabalhado pela chef.

caio-menor

O estudante de gastronomia Caio Almeida ficou responsável pela execução do drink

Para a execução no dia do evento, Juliana convidou o estudante de gastronomia Caio Almeida. Foi ele quem me revelou uma curiosidade sobre limões (apenas o siciliano é limão de verdade) e limas ácidas (todos os outros que não são sicilianos, mas que eu jurava até hoje que eram limões). Interessante não!?

Geo

Jeo, bar man da Caraçuipe, foi o responsável por servir a bebida aos convidados

Resultado, o drink foi um sucesso no evento. Tanto que Renato Coutinho, o dono da Caraçuipe, vendo a movimentação nas redes sociais, se deslocou até lá para conhecer o drink pessoalmente. “Ele provou e aprovou demais a receita, está encantado. O que foi uma honra muito grande pra mim”, comemorou a chef.

Juliana e Renato Coutinho-Caraçuipe

Chef Juliana e Renato Coutinho: “receita provada e aprovada”

Tags:, , ,

>Link